Gerando Valores

Responsável:

Celi Cristina Varga

Descrição: O projeto apresenta uma proposta de convivência de fortalecimento de vínculo por meio de uma oficina de qualificação culinária, destinada aos indivíduos em situação de vulnerabilidade social e que estão desempregadas. Os mesmos, recebem os itens alimentícios para manuseio, as instruções para realizar a receita e saem com o produto finalizado e pronto para comercialização. Desta forma, geram renda que contribuem com as despesas domésticas. O objetivo é ensinar a desenvolver artes culinárias, por meio da elaboração de receitas de baixo custo para produzir alimentos para revenda, ao mesmo tempo em que promove um grupo de convivência e fortalecimento de vínculo, através das experiências trocadas e vividas por cada indivíduo.

A metodologia do projeto é baseada na periodicidade de aulas quinzenais, em que durante a aula é realizado orientação de questões teóricas e expositivas sobre o preparo, a ordem e a seleção dos produtos para as receitas.

Periodicidade do Serviço: O projeto ocorre todas as segundas-feiras, no período das 09:30h às 11:30h, na cozinha da ABASC situada dentro da Primeira Igreja Batista de Curitiba, localizada na Rua Bento Viana, 1200 – Batel, Curitiba/PR. No segundo semestre de 2017, pretende-se ampliar o projeto para outras áreas tais como: cursos artesanais e manicure, será oferecido uma vez por semana.

Público Alvo: Indivíduos em situação de vulnerabilidade social e desempregadas, de 18 a 60 anos, de ambos os sexos, atendidos e acompanhados pelo Serviço Social da ABASC.

Capacidade de Atendimento: O grupo tem capacidade de atendimento para dez pessoas por aula. Sendo o total de 20 indivíduos/mês.

Abrangência Territorial: Curitiba e Região Metropolitana

Forma de Participação dos Usuários: Compreende-se como participação ativa dos indivíduos as sugestões de escolha das receitas para as aulas posteriores, sempre de acordo com as necessidades oferecidas, fazendo com que os mesmos se tornem parte pertencente do projeto; são acompanhados mensalmente com os benefícios eventuais e convidados a participar dos demais projetos sociais da entidade.

Monitoramento e Avaliação: Utiliza-se os indicadores como instrumentos de medida para verificar se os resultados propostos foram alcançados, sendo quantitativos/objetivos que irão medir os resultados de forma numérica. Sendo eles: a) número de pessoas que tiveram interesse na oficina; b) número de pessoas que participaram; c) número de pessoas que realizaram a comercialização dos produtos e não necessitam do benefício eventual.